28 março, 2019

Encontre o seu equilíbrio entre o Yoga e o Pilates

Imagem retirada de Unsplash 
Hoje em dia e cada vez mais, somos sugados pelos os nossos empregos e muitas das vezes esquecemos de desligar a ficha, ou até de praticar algum exercício para abstrair a mente. 

Nunca pensei que com a prática do Pilates, a minha vida iria mudar, para melhor. Aprendi a confiar no meu corpo e das suas capacidades em conseguir fazer certos e determinados exercícios/posições e a controlar a respiração. Para mim, o Pilates faz com que o meu dia corra melhor, saio da aula mais leve, tranquila, mais serena. 

Eu encontro o meu equilibro no Pilates, e vocês?
Visto que estas duas práticas, tornaram-se uma tendência nas redes sociais, achei por bem, falar delas aqui no blogue, recolhendo vários testemunhos de professores e técnicos:

O que é o Yoga?


Para a Claúdia (Luadia Terapias
No Yoga existem diversas vertentes, umas mais físicas, umas mais espirituais e outras um pouco de ambas. Tenho formação em Yoga Integral e Kundalini yoga e foi através da fisioterapia e hidroterapia, que tive conhecimento do aquayoga, onde implementei (na Luadia Terapias), onde adaptei posturas de Kundalini yoga no meio aquático. Esta prática inclui exercícios respiratórios, séries de posturas (sendo a maioria dinâmicas), meditações com entoações de mantras e relaxamentos. Ao praticar Kundalini Yoga ligamos a nossa consciência à consciência universal, vivendo de uma forma mais completa e equilibrada. É um tipo de yoga simples, mas intenso com resultados mais rápidos do que os conseguidos noutros correntes do yoga.

Para a Rute (Yoga Roots)
O Yoga é uma forma de vida, uma forma de encontrar a presença no dia-a-dia, uma forma de trabalho interior. O yoga é muito mais do que a pratica no tapete. A intensão do yoga é unir a mente, o corpo e o espírito. O yoga pode ser uma maneia de curar o corpo e de ajuda a encontrar a harmonia mental, porque o objectivo final não é ter um corpo bonito e trabalhado por si, mas sim ter uma farrementa para a meditação, porque o yoga é um trabalho interno que nos ajuda a criar um mundo melhor.

Para a Luísa (DeRose Method)
A palavra Yoga significa: união, integração, integridade. 
O yoga é uma metodologia estritamente prática que conduza ao samádhi. Samádhi é o estado de hiperconsciência e autoconhecimento que só o yoga proporciona. 
Não existe yoga sem um bom relacionamento humano. Não adianta praticar yoga, meditação, mantras, se não souber relacionar bem com outras pessoas. Sem compreensão não existe yoga. 

Para a Sara  (Professora de Yoga e Pilates)
O yoga é uma disciplina espiritual que teve origem na Índia há 5 mil anos atrás. É uma prática que abrange o bem estar a todos os níveis: físico, mental, emocional e espiritual. A própria palavra Yoga significa “União”, ou seja, a união de todos estes níveis para se estar em equilíbrio e harmonia. o objetivo principal da prática física no Yoga consiste no fortalecimento do corpo para que este esteja preparado a ficar horas na mesma posição, para a prática da meditação. 
O Yoga é uma a jornada pelas diferentes práticas para que nos ajude a chegara esta sensação de clareza, de paz e de calma. É estar verdadeiramente em contacto connosco próprios, com a natureza e com o universo - uma forma de estar na vida. 

Imagem de Pixabay
E o que é o Pilates?

Para a Magalie (Crossfit 762 fafe)
O Pilates é um método de treino que centra na postura corporal, relaxamento e alongamento muscular e por consequência perceção corporal, que aliado a exercícios de respiração promovem o bem-estar físico e mental. É uma modalidade que é apta a qualquer idade ou condição física, porque não exige o uso de cargas externas, apenas o peso corporal e todos os movimentos excetuados com harmonia e calma. É um método de treino isolada e/ou em paralelo com outra modalidade ou exercício, pode-se por isso dizer que a sua prática apenas traz benefícios, “depois de dez horas de exercício sentes a diferença, depois de vinte vês a diferença e depois de trinta terás um corpo totalmente novo” J.H.Pilates.

Para a Sara (Professora de Yoga e Pilates)
Pilates é uma prática de exercício físico desenvolvida pelo Joseph Pilates para a explicar os desequilíbrios no corpo. A prática do Pilates é uma prática puramente física e com um objetivo também físico. O seu objetivo principal consiste na melhoria da postura e da função. Este objetivo é atingido através do fortalecimento de todos os músculos do Core, aumentando assim a estabilidade dinâmica do tronco.

Imagem da Pixabay
Como ainda são práticas muito idênticas, mas ao mesmo tempo muito distintas, a Sara fez um balanço entre os dois dizendo que:

A semelhança entre ambos é que ao praticar fisicamente, onde a consciência é trazida para o corpo (onde a mente está focada em cada sensação e segmento do corpo), aliando cada respiração a um movimento específico, estaremos em completa união entre corpo e mente, através da respiração. Contudo, a prática do yoga também trabalha a união espiritual. 

A sensação no final de uma aula será semelhante, pois estaremos a estimular o sistema nervoso parassimpático, responsável por trazer o corpo a um estado de calma, através de uma respiração e prática física controlada

Em termos físicos, ambos trabalham a flexibilidade, a força, o equilíbrio e o controlo motor. No entanto, numa aula de yoga pode também haver trabalho isolado da respiração, de concentração, meditação, técnicas de limpeza, técnicas de relaxamento e uso de sons como mantras.

Imagem de Unsplash 

E o alimento, interfere na prática o yoga / pilates?

Em conversa com a Luísa (DeRose Method), explicou-me que “quanto mais puro for o alimento, mais puro é o teu corpo.” Dentro da mesma linha e na ética do yoga “o sauchan é a limpeza, consiste que o yogin deve ser purificado tanto externa como internamente, de pouco valia é lavar o corpo por fora e mesmo por dentro se a pessoa ingere alimentos com elevadas taxas de toxinas e impurezas tais como as carnes de animais mortos que entram em processo de decomposição após a morte”. Fonte (Código da Ética do Yôga. Normas milenares para os que querem agir com retidão na senda do yôga. São Paulo: Egrégoria, 2009).

*Peço desculpas pela publicação longa, mas este mundo do Yoga e Pilates têm muito mais que se lhe diga, e eu apenas recolhi um resumo de cada resposta dada pelos convidados.

Não pratiques uma modalidade, só porque é uma tendência.
Ouve o teu coração.


Um bem haja a todos que ajudaram a escrever esta publicação.
1 Comentários

1 comentário:

Obrigada pelo comentário! Responderei logo que possível, no vosso blog.
Thanks for your comment! I will get back to you as soon as possible, on your blog.