23 janeiro, 2018

Ultra Violet, a cor do ano de 2018

2018 mal tinha começado e a Pantone já definia a Ultra Violet como a cor do ano. Esta é, portanto, uma boa notícia para as amantes de roxo (tal como eu)!


Depois de no ano passado temos um tom mais frio que remetia à natureza, este ano temos uma cor mais forte e que nos remete, de certa forma, à galáxia.

Segundo este instituto, o Ultra Violet é uma cor complexa e que sugere mistérios cósmicos. Assim, o céu nocturno é o limite, tal como a criatividade para conjugar esta cor.

Para as colecções do presente ano, os designers e criadores decidiram pegar no lado mais misterioso desta cor, aplicando-o em peças futuristas e criativas.

Como combinar o Ultra Violet?

Tal como disse anteriormente, esta é uma cor de sensações fortes, sobretudo associada aos mistérios galácticos. Por isso, é normal que haja alguma reticência em usá-la.


Como sempre, as cores neutras (preto, branco e cinzento) funcionam muito bem com esta cor, dependendo da sua tonalidade. Para as que não querem arriscar muito à primeira, podem sempre adotar em pequenos detalhes como malas ou calçado.


Quem quiser “sair da caixa”, bom… O céu é mesmo o limite! Desde azul a verde, passando pelo
vermelho e laranja, existem inúmeras combinações possíveis para as mais destemidas. O importante é, lá está, sentir-se bem com o que se está a usar – e o resto é paisagem!




22 janeiro, 2018

Homemade Veggie Lasanha 😍

Pensava eu, que fazer lasanha era um bicho de sete cabeças... Mas é a coisa mais simples e adoro a minha porque ela é bem recheada!! 

Ou seja, eu coloco vários legumes!
Desde cenouras, cogumelos, milho, courgettes e beringela, (cebola e alho para fazer o refegado).

Sem esquecer da minha querida Soja!!!

no forno...
Preparação:
-Corto meia cebola e um dente de alho, junto um pouco de azeite e faço um refegado.
-Junto a soja cozida*
-Corto todos os legumes em pedaços pequenos e junto ao refegado;
-Coloco a polpa de tomate ou molho próprio de bolonhesa (sem carne de preferência hehe)
-Deixo cozer todos alimentos mais ou menos 5 a 10 minutos.

Construir a lasanha:
1.Começo com uma camada de massa de lasanha (massa de espinafre);
2.Uma camada de legumes (do refegado);
3.Um pouco de natas de soja;
4.Um pouco de queijo em fatias (escolhi umas normais marca branca).

E assim sucessivamente até acabar com os ingredientes!

Como eu cozo a soja fina:
Encho uma chávena de café médio de soja fina, coloco-o numa taça, depois fervo a água e junto à soja e deixo repousar, até ficar numa papa. 

et voilà, a minha lasanha!

👌🍴💚😍💪🙌😋

16 janeiro, 2018

I don't give a damn #2

Se há coisa que não gosto, é seguir as ditas "regras de sociedade" no que diz respeito à moda/estilo.
Se eu sentir confortável e bonita, sim eu vou usar-lo na rua, and I really don't give a damn!!!


Alias, já não é a primeira vez que compro uma camisa de dormir e aplico para andar na rua, podem ver-lo aqui.

Eu vi esta camisa (a 1ª imagem) na Oysho, experimentei e gostei! Alias, achei que fosse desmasiado bonita para dormir.

Gostei tanto dela, que fui comprar mais duas (as seguintes imagens). 
Na minha opinião, acho que não são camisas de dormir se quer!! Alias, há pijamas que são mesmo mal empregues para serem só para dormir.

Todas elas são confortáveis e até larginhos (comprei o L) e todos eles feitos de algodão orgânico!

Por serem de algodão, parece serem de flanela (mas nestes dias de frio, sabe bem ter algo por dentro).


Algodão cultivado ecologicamente.
O algodão contida nestas peças são cultivada em harmonia com a natureza sem o uso de produtos químicos sintéticos.

Fiz a minha primeira encomenda no site da Oysho (para comprar as duas camisas) - aproveitei os saldos -50% e portes grátis e correu tudo muito bem! E ainda bem que sim, porque já não havia estas peças em loja.

E vocês?
Usavam camisas de dormir na rua?!

11 janeiro, 2018

Kissing with Essence!

Estou dividia entre a Essence e a Catrice!
Não consigo escolher a melhor, porque ambos são excelentes marcas!!

A Essence, veio surpreender-me como marca, nunca pensei que a qualidade vs preço fosse mesmo boa. Estou adorar seus batons e cheiram tão bem, parece a pastilha elástica ou a goma, nem sei bem.

Optei por 3 cores completamente diferentes: 



Sobre a cor claro - Butter stick Matt love
É um batom que derrete nos lábios em formato de lápis, uma cor intensa com um acabamento mate de veludo e uma sensação de não-desgaste.


Ele aplica-se muito bem nos lábios, pelo formato em "lapis" ajuda imenso. A primeira vez que apliquei a cor, não gostei de me ver, achava que era meio alaranjado. Mas depois de outras tentativas de uso, fui habituando à cor e agora gosto. Não é neutro, mas também não é laranja. Digamos que é um rosa velho com um toque alaranjado.. Com o toque de veludo, os lábios ficam mesmo macios.




Esta cor para mim, é cor de Barbie..
Nas peles morenas, ela deve ficar super bem.

Tive um pouco de receio ter comprado, pois tinha uma idêntica e não gostava nada dela.

Mas até agora, acho-a uma cor agradável de se ver. Chama um pouco à atenção (é normal), mas é uma cor bonita. 



Até gosto de ver com ela, (apesar que neste momento não estou morena).
É super cremoso este matt lipgloss! Já não é tão fácil de aplicar, tudo bem que tem um pincel, mas tenho que colocar duas/três vezes até estar toda coberta e sem falhas. E dura imenso tempo.. Mas também é fácil de retirar.




Este é o meu favorito, em termos de cor.
Ela é linda, é brutal!

Porque nem é um vermelho vivo, nem um bordeaux, está ali no meio. 

Gosto de aplicar-lo quando saio à noite ou então numa saída mais que tal.





Ele é igual ao do cor de Barbie, lipgloss matt em forma de pincel.  Digam lá se não é uma cor bonita?

Sem dúvida que os batons favoritos são os matt! 💋💄
E vocês?!

09 janeiro, 2018

Morning Love - Mousse Corporal Vegan

Nada melhor do que hidratar a pele com este Morning Love da Sentes Senas Naturais!!


O que marca diz:
O creme Morning love foi desenvolvido para hidratar, suavizar assim como atenuar marcas na pele.
Devido às propriedades cicatrizantes do extracto de hamamélis, torna este creme um poderoso tratamento diário revitalizante.
Espalha-se facilmente e é de rápida absorção. 

Como estava a precisar de um creme de corpo cruelty-free, vi este e gostei do seu nome. Fui pesquisar e o aroma captou o meu interesse... Coco e baunilha. Dois aromas super deliciosos (também acabam por ser enjoativo), mas os dois juntos combina super bem e não são de todo enjoativo (surpreenderam-me!!).


Ele tem uma validade de 8 a 12 meses depois de aberto, convém respeitar mesmo as datas de validade, nestes produtos que são handmade. Ele é tão bom, que este momento ele está esgotado!!


Não gosto de cremes hidratantes muito líquidos, mas também não gosto deles muito espessos (difícil de aplicar). Adoro manteigas corporais e este mousse corporal é como se fosse uma manteiga. 


Na embalagem apresenta uma forma quase sólida, mas ao aplicar na pele, ele "derrete" com o calor do corpo, fazendo a aplicação fácil de espalhar. 
É um bom hidratante, após aplicação na pele, sinto a pele preenchida, uma sensação de nutrida. 


Após aplicação da mousse, tem-se a sensação que o corpo fica um pouco gordurosa, mas isso depressa mente passa. Pois é até o corpo ou pele seca absorver o creme por completo. A pele é super mimada com este creme. 

A minha próxima compra, talvez será um creme de rosto de noite...
Tenho usado a da Benamôr, mas vou começar a levar-lo para o ginásio. 

Sou super fã dos produtos Sentes Senas Naturais! 😍
Têm que subscrever no site deles, para receber as várias novidades e promoções! 👌

04 janeiro, 2018

Kissing with Catrice!

Estou adorar os produtos da Catrice! 😍
Quem diria que esta marca sendo low-cost e cruelty-free fosse tão boa!!! 💚

Como sabem, eu cá adoro os batom matt e quando os vi no site: @Cosmetics a um preço de chuva (mas mesmo assim não são caros) aproveitei logo!!
  • São baratos;
  • Cheiram bem;
  • Têm boa durabilidade.

Comprei estas para substituir as que tinha em casa (das marcas Avon & Oriflame - marcas que deixei de usar porque infelizmente testam em animais).


Pure Shine Lip Balm 
Bálsamo de cor lisa de lábio que derrete delicadamente nos lábios, dá uma cor clara com um acabamento ultra-brilhante.

foto tirada com flash
E foi isso mesmo que senti, é uma cor neutra, com um acabamento brilhante. Não preciso de afiar o lápis, basta rodar e ele sobe como os batons normais. 
Não desgosto dele, mas não é o meu favorito.


Este foi o meu primeiro batom matt da Catrice. Adoro simplesmente!
A cor é super gira, é um rosa escuro. Não seca os lábios, dura imenso, deve durar as tais 6 horas.


Gosto muito do batom ser neste formato, torna-se muito prático de se colocar e não há tendência de aplicar mal ou fora do contorno do lábio. A cor é tipo um rosa velho, para o escuro.

E guardei o melhor para o fim!!

Apaixonei-me por completo por este batom velvet matt!! 
À primeira vista, pensei que não ia gostar da cor, porque na embalagem engana bastante, parece mais escuro e um acastanhado rosado velho. Mas aplicado nos lábios a cor é outra!!


Para mim, este serve perfeitamente para substituir a cor Toffee da Oriflame. É um nude para o rosa velho. Adoro a cor, e ele dura imenso tempo. Por ser velvet, parece ser um batom glossy, mas passado pouco tempo depois torna-se em matt e não seca os lábios. Este sem duvida, é o meu favorito.

Os dois últimos batons são os meus favoritos para daqueles dias é que quero usar um batom que marca a minha presença.
O primeiro, como é muito suave e quase passa por despercebido, é perfeito para aqueles dias em que tenho pouca maquilhagem ou simplesmente para dar um pouco de cor aos lábios.

Estou adorar a marca Catrice (pela base, corrector de olhos, batons) é mesmo uma boa marca.
E estes batons são fantásticos!!! 👌👏

02 janeiro, 2018

Love made me go Vegetarian 💚

Toda gente pergunta-me porquê é que tornaste vegetariana?

Não foi uma mudança radical!
Não mudei porque está na moda!
Mudei, porque simplesmente deixei de consumir peixe e carne...

Eu já não comia muito peixe, era muito raro, longe a longe o atum, o polvo, o salmão...
Não comprava carne vermelhas, só carnes brancas - mas chegou-se a um ponto que até essas carnes estava a enjoar-me! Até que acabei por cortar-las também!

Então disse a mim mesma, vou começar a ser vegetariana, nas férias do Verão..

E assim foi, comecei no dia 1 de Julho de 2017.
Aprendi a fazer sopa.
Aprendi a conhecer os legumes - saber quais que gosto e não gosto.
Aprendi a dar valor aos novos sabores.

Ainda como ovos (longe a longe - por recomendações médicas), queijo (apesar de saber que existe queijo vegano), mel e gelados. Leite e iogurtes apenas de leite vegetal. 

Tens saudades de comer carne?
Após este tempo (6 meses), não, não sinto saudade - por mais estranho que pareça. 
Não me faz confusão comer numa mesa, onde estou rodeada por pessoas que comam carne, (alias eu vivo c/o namorado e ele come carne).

Vais virar vegan?
Não. Para já não está nos meus planos. Porque para ser vegan, não é apenas ser restrito na comida (não comer carne, peixe, mel, ovos, derivados do leite), mas aplica também nas roupas, calçado, não utilizar nada que venha de origem animal.
Eu já estou contribuir à minha maneira, sendo vegetariana.

O que é que comes?
Não como só saladas! Ou arroz e batata..
Existe imensos legumes, imensos pratos deliciosos ex: esparguete à bolonhesa com soja (adoro), lasanha de legumes (mix de legumes), pizzas vegetarianas, quinoa com legumes, hambúrgueres vegetarianos, salsichas de soja ou tofu, almôndegas de legumes, nuggets de tofu, até existe francessinhas vegetarianas! Entre outros..
Sopa também foi uma boa forma de triturar aqueles legumes que não gosto e obrigar-me a comer. 

Onde é que vais buscar a tua proteína? 
Esta pergunta, é muito estúpida! Pensa comigo, os animais mais fortes (touros, cavalos) comem carne para ter proteína? Não.. 
Graças a Deus que durante este tempo, não tive anemia ou ter sensações de fraqueza. Porque fui aprendendo comer de tudo - principais fontes de proteina vegetal: quinoa, leite de soja, aveia, tofu, soja, avocato, bróculos, nozes, espinafres, ervilhas, chia, grão bico, cogumelos, espargos, lentilhas, couve flor.  

Foi difícil a mudança?
Como referi anteriormente, fui reduzindo aos poucos, daí não sentir aquele choque da mudança.
Fui consumindo mais legumes do que carne, até que cheguei ao ponto de não ver carne nenhuma no prato. Tive força de vontade, porque era isto que eu queria.

Desde que tornei vegetariana, sinto que não tenho a consciência pesada - isto pode parecer cliché, mas não é, não devo ser a única a sentir isto. Sou mais feliz, olho para os animais de outra maneira (porque não preciso de matar um ser vivo para me alimentar), tenho um espírito feliz, também perdi peso. Aos 31 anos posso dizer que dei o melhor passo da minha vida, porque mudou-me enquanto ser humano. Dou ainda mais valor às coisas. 
Comecei a reflectir sobre a questão dos testes em animais e comecei a utilizar produtos cruelty-free. Parece que não, mas é uma realidade ingrata para estes animais, e também acho que não há a necessidade de fazer-los sofrer... Muitos químicos também fazem mal à nossa pele, não há nada melhor do que usar produtos naturais - para que isso serve a natureza, usufruir para o nosso bem estar. 

Não querendo de modo algum, que este post seja uma ofensa!
Apenas quis o meu testemunho e certo modo desabafar.